AgirAzul Memória
Todo o conteúdo editorial da publicação em papel de 1992 a 1998
Pesquise em todo o conteúdo

Noticiário do AgirAzul 13
Divulgado em agosto de 1998

Agapan 27 anos -- Movimento Roessler completa 20 anos -- CLEPEI quer estagiários -- Encontro Ecológico Estadual em São Borja -- 300 participantes em seminário internacional.


A AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural -  completou 27 anos da fundação

Fundada em 27 de abril de 1971 a AGAPAN considera-se a primeira organização não-governamental ambientalista no país. Desencadeou campanha contra a poda das árvores em Porto Alegre com êxito (hoje seria necessária outra campanha). Desde então a entidade desenvolveu lutas contra queimadas, desmatamento, depósitos de lixo a céu aberto, e pela reciclagem do lixo. Lutou contra a instalação do Pólo Petroquímico, da Usina Termoelétrica Jacui I, a ampliação da Riocell, o Projeto Praia do Guaiba e sua proposta de privatização de áreas públicas de lazer junto ao rio. A Agapan também participou de  projetos ambientalistas junto aos governos municipais, estadual e federal auxiliando na criação de leis e códigos ambientais.

Contatos: fone/fax (0xx51) 227-1586 ou agapan@ax.apc.org. - Caixa Postal 1996 - 90001-970 Porto Alegre, Brasil.


Movimento Roessler

Com grande alegria, comemorou-se dia 19 de junho deste ano os 20 anos de vida do Movimento Roessler de Defesa Ambiental. Para o atual presidente, eng. agrônomo Arno Leandro Kayser, “nos próximos dez anos muita luta acontecerá, sempre tentando ajudar os demais militantes - o Roessler é uma entidade de base”. Um dos grandes sucessos da entidade foi a luta desenvolvida juntamente com a comunidade hamburguense para a conservação da área do atual Parque Municipal Henrique Roessler. A entidade é membro da Coordenação Estadual da Apedema - a Federação das entidades ecologistas gaúchas. Já representou o movimento ecologista em diversas instâncias a nível federal.

Contatos: fone/fax 0XX (51) 595-5148 ou roessler@jornalnh.com.br. Endereço: Rua Santos Pedroso 470/2,  Novo Hamburgo,  Brasil.


CLEPEI quer estagiários

A CLEPEI - Comissão de Luta pela Efetivação do Parque Estadual de Itapuã tem  priorizado diversas ações junto às comunidades vizinhas do Parque, ainda a ser implantado. Iniciou “novo” projeto de Educação Ambiental tendo os escolares da região como divulgadores. O projeto objetiva resgatar na comunidade conhecimentos, desenvolvendo  posturas que possibilitem a administração sensata e racional dos recursos naturais da região. Conta com o apoio da Secretaria de Educação de Viamão e da Administraçação do Hospital-Colônia Itapuã  e está necessitando de estagiários das áreas de Artes Plásticas, Agronomia e Pedagogia.

Contatos podem ser feitos pelos fones (0xx51) 224-0811, com Jacimara, ou 316-6783/6634, com Fátima.


Encontro Estadual de São Borja

Ocorreu em São Borja o XIX Encontro Ecológico Estadual, no começo de maio, reunindo ecologistas de 14 entidades gaúchas. Anama (Barra do Ouro), Clepei (Porto Alegre), Mov. Roessler (Novo Hamburgo), Asepan (Santa Maria), Agapan (Porto Alegre), CEA (Rio Grande/Pelotas), Geepaa (Pelotas), Upan (São Leopoldo), Fundação Gaia (Porto Alegre), Gesp (Passo Fundo), Ama (Guaíba), Abepan (Bento Gonçalves), Apn-VG (Gravataí/Cachoeirinha), e a anfitriã Aspan (São Borja) sob o tema geral “A Globalização e o Movimento Ecológico”.

Foi decidida a fortificação da Apedema - Assembléia Permanente das entidades de Defesa do Meio Ambiente.  O próximo encontro será organizado pelo Movimento Roessler, provavelmente no Sítio Pé na Terra, em Lomba Grande, com o tema geral “A Juventude e o Mov. Ecológico” e o seguinte pela APN-VG - Associação pela Preservação da Natureza do Vale do rio Gravataí.

Encontros temáticos serão realizados de sessenta em sessenta dias. O próximo, a cargo da CLEPEI, será sobre o Programa Pró-Guaíba; depois, a cargo da UPAN, sobre Ecoturismo, e o seguinte, a cargo da ASEPAN,  sobre a Questão Energética e o Modelo de Desenvolvimento.


300 participantes

Paralelamente ao Encontro Ecológico Estadual, em São Borja, a Assoc. São-borjense de Proteção ao Ambiente Natural - ASPAN, promoveu um grande encontro aberto a todos da comunidade. Mais de 300 pessoas compareceram, entre jovens, representantes de Universidades e também de entidades  da Argentina.